/* */ /* */ Jean da Garapeira

domingo, 19 de maio de 2019

Bandido anuncia assalto e acaba sendo baleado por segurança de loja

Bandido anuncia assalto e acaba sendo baleado por segurança de loja (Foto: Reprodução/Facebook)
O criminoso não teve tempo de sacar a arma e já foi logo baleado (Foto: Reprodução/Facebook)
O vídeo que foi compartilhado no último sábado (18) em uma página do Facebook mostra o exato momento em que um assaltante é morto por um segurança de um estabelecimento comercial.

De acordo com as imagens, o segurança ficou observando o suspeito, que entrou na loja à procura de uma celular. O criminoso não teve tempo de sacar a arma e já foi logo baleado pelo segurança à queima-roupa.

Veja o vídeo!
(Com informações MCeará)

Vizinho é acusado de abusar de menina de 10 anos e tudo é flagrado em vídeo

Vizinho é acusado de abusar de menina de 10 anos e tudo é flagrado em vídeo (Foto: Divulgação)
Carlos é vizinho da vítima e para agradar e ganhar a confiança ele levava biscoitos e refrigerante. (Foto: Divulgação)
Um homem identificado como Carlos Nunes da Silva, de 37 anos, foi preso acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de 10 anos na cidade de Santa Genoveva em Goiânia na tarde do último sábado (18).

De acordo com a Polícia Civil , os abusos aconteciam quando os pais da criança saiam para trabalhar, a violência acontecia no quintal da casa da menor. Ainda de acordo com a PC, Carlos é vizinho da vítima e para agradar e ganhar a confiança ele levava biscoitos e refrigerante para a vítima e os irmãos. 

Carlos foi atuado por estupro de veraneável  (Foto: Divulgação PC)
Segundo investigações, Carlos foi preso depois depois de uma denuncia anônima e as imagens foram feitas pelos moradores onde mostra toda a ação do criminoso.

A Polícia Civil disse que após receberem a denúncia e analisarem as imagens, que não tiveram dúvidas  do que realmente acontecia na casa. Ainda segundo a informações, o suspeito foi atuado por estupro de vulnerável e encaminhado para a cadeia pública onde permanece à disposição da Justiça.
ASSISTA!
(Com informações R7)

Homem é preso após torturar e colocar fogo no corpo da esposa

Homem é preso após torturar e colocar fogo no corpo da esposa (Foto: Divulgação)
Segundo a polícia o casal vive junto há três meses (Foto: Divulgação)
Um homem identificado como Uilliames, de 30 anos, foi preso na manhã de sábado (18) após tentar matar a esposa, de 37 anos, incendiada em uma residência localizada na Rua América do Norte, bairro Três Marias, zona Leste de Porto Velho (RO).

Conforme informações da polícia, a mulher foi torturada por dois dias. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito além de estar agredindo a esposa, a mantinha em cárcere privado desde a última quinta-feira (16). Ainda segundo as autoridades, Uilliames estava sob efeitos de drogas.

Após as agressões, o homem pegou uma garrafa com álcool, jogou na esposa e ateou fogo, causando queimaduras de 2° grau no braço, tórax e pescoço da mulher. Ela conseguiu sair da residência e pediu socorro a vizinhos e foi levada às pressas para o hospital.

A Polícia Militar foi acionada e o suspeito preso em flagrante. Segundo a polícia o casal vive junto há três meses.
(Com informações do Amazoniaquinews)

Relatório aponta que mulheres se envolvem menos em acidentes que os homens

Relatório aponta que mulheres se envolvem menos em acidentes que os homens (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
Vanessa Cavalcanti é do tipo que aposta sempre na precaução. (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
O número de mulheres que dirigem veículos tem aumentado nos últimos anos. O ano de 2018 fechou com 17.741 novas mulheres habilitadas no Pará, segundo o Departamento de Trânsito do Pará (Detran).
Mais prudentes, pacientes e atentas, elas têm contribuído para um dado mais positivo no trânsito. É o que aponta o Relatório Anual 2018 da Seguradora Líder, responsável pela administração do Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores em vias terrestres (Dpvat) em todo o Brasil.
De acordo com o levantamento, das 328 mil indenizações pagas pelo seguro no ano passado, somente 25% foram destinadas a acidentes envolvendo vítimas do sexo feminino. Já entre os condutores indenizados, 15% eram mulheres. No Pará, o percentual de mulheres envolvidas em acidentes é de 24%, enquanto 76% são homens.
A auxiliar de avaliação e universitária Wanessa Lima, de 20 anos, é a típica motorista prudente. Há dois anos, tirou a primeira habilitação para carros e motocicletas e, desde então, nunca sofreu nenhum tipo de acidente, nem mesmo aqueles considerados de menos impacto.
“Procuro sempre estar atenta a quem está do meu lado. Também evito algumas avenidas em Belém como a Almirante Barroso, onde percebo que a sinalização não costuma ser respeitada”, conta ela, que também nunca foi multada.
De todos os acidentes possíveis envolvendo motocicleta, a universitária diz temer aqueles que possam envolver outra motocicleta. “É muito comum acidentes envolvendo duas motos quando uma corta a frente, sem dar sinal”, afirma.
Além dos cuidados no trânsito, Wanessa também adota outras precauções. “Procuro andar sempre de jaqueta e de calça jeans, uma precaução no caso de quedas, sem falar no capacete que uso até mesmo quando vou em locais próximos de casa”, diz.
A condutora conta ainda procurar seguir todas as regras de trânsito. “Obedeço sempre o limite de velocidade das vias. Se a velocidade for 40 (quilômetros por hora), procuro seguir exatamente. Por conta disso, não viajo de moto, porque sei que é muito difícil conseguir manter a velocidade correta da estrada com a pressão dos outros carros na pista”, ressalta.
Outro cuidado constante é com a manutenção do veículo. “Procuro estar sempre com tudo em dia. Fazer a troca do óleo e a manutenção periódica”, garante.
A prudência da motorista acabou recebendo um reforço há alguns anos. “Assisti a um acidente de moto quando meu pai vinha dirigindo e a minha mãe vinha na garupa, na estrada de Mosqueiro. Ela ficou muito machucada. Nunca esqueci aquela cena e desde então tenho sempre ainda mais cuidado”, lembra.
Com as precauções, a estudante afirma ser a moto seu veículo preferido. “A gente ganha muito mais tempo andando de moto. Consigo ir para a faculdade, sair, ir em casa almoçar e depois seguir para o trabalho. O que antes levava quase uma hora agora consigo fazer em 15 minutos”, afirma.
PRECAUÇÃO
A motorista de aplicativo Vanessa Cavalcanti, de 31 anos, é do tipo que aposta sempre na precaução. “Procuro estar atenta a todo momento, observando tudo o que está a minha volta e ter plena atenção. Além disso, adoto uma postura pacífica, de ceder em qualquer situação no trânsito, porque já observei que muitos acidentes ocorrem porque ninguém quer ceder”, avalia ela, que é motorista de aplicativo exclusivo para motoristas e clientes mulheres e já dirige há seis anos.
Se necessário, ela diz que esses cuidados são redobrados. “Quando está chovendo, as pessoas tendem a se arriscar mais, principalmente pedestres e ciclistas até para se protegerem da chuva. Nesses momentos procuro ficar ainda mais atenta e alerta para evitar qualquer imprevisto”, conta. Esse é, aliás, um dos medos da motorista quando o assunto é trânsito. “Sabe aquela história de ter que dirigir pelos outros? Penso muito nisso e procuro redobrar os cuidados com os imprevistos como, por exemplo, aquele pedestre que atravessa na frente do carro para fugir da chuva”, completa.
Os cuidados vão além das ruas. “Procuro fazer a manutenção periódica. Fico atenta a qualquer barulho diferente no carro e já tenho um mecânico de confiança “, diz. A motorista afirma estar de acordo com o seguro de automóveis ter um valor menor para mulheres. “Não é preconceito com os homens, nem achar que nós dirigimos melhor que eles. Para mim, a questão passa muito mais pela questão da prudência e dos cuidados no trânsito”, diz ela, que até hoje nunca precisou acionar o seguro do carro.
Número de mulheres habilitadas vem crescendo
Coordenador de Planejamento do Detran-PA, Valter Aragão afirma que o órgão vem acompanhando o crescimento do número de mulheres habilitadas no Pará. E só nesses primeiros meses do ano, elas já somam mais 1.573 mulheres habilitadas à direção de veículos o que, segundo o coordenador, é positivo.
“Elas costumam ser mais zelosas e cuidadosas e isso contribui para o trânsito mais seguro que é o que incentivamos. É claro que não existe uma fórmula mágica para acabar com acidentes de trânsito, porque ele envolve comportamento e quando esse comportamento é cauteloso, como no caso da maioria das mulheres, isso ajuda a diminuir o número de acidentes”, avalia.
Ele explica que os levantamentos de acidentes de trânsito feitos pelo Detran/PA apontam ainda que elas costumam se envolver em acidentes de menores proporções. “Normalmente naqueles acidentes que envolvem excesso de velocidade e bebida alcoólica, dois fatores perigosos quando o assunto é trânsito, a maior parte dos envolvidos é homem”, diz. 
MAIO AMARELO
Valter lembra, inclusive, que durante o mês de maio, o órgão está promovendo ações voltadas ao movimento Maio Amarelo, que busca chamar a atenção da sociedade para o número elevado de mortos e feridos no trânsito. A ação ocorre este mês porque, em 11 de maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito e, com isso, o mês se tornou referência mundial para balanço de atividades realizadas no mundo inteiro.
“O Maio Amarelo enaltece o comportamento da grande maioria das mulheres e pede para que elas se apropriem desse espaço de forma cada vez mais segura, além de convidar a todos para uma reflexão sobre segurança no trânsito”, disse.
Seguro diferenciado para o público feminino
Diretor do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado do Pará (Sincor-PA), José Lucas Neto explica que, em termos de seguro, existe uma diferença entre o número de homens e mulheres envolvidos em acidentes.
“Elas costumam se envolver mais em acidentes de menores proporções, como arranhões em paredes, enquanto eles costumam estar envolvidos em acidentes de maior proporção como, por exemplo, aqueles em que há perda total do veículo”, diz.
Isso explica, segundo ele, o fato dos preços de seguros para veículos serem diferenciados para as mulheres. “Dependendo do perfil, o seguro para mulheres pode ter um desconto de 5% a 20%”, afirma.
Lucas faz questão de esclarecer, entretanto, que essa situação não leva em conta o mérito de quem dirige melhor. “Não é essa questão e sim o fato delas causarem menos prejuízos para as seguradoras, por serem mais comedidas, mais prudentes”, justifica.
(Alexandra Cavalcanti/Diário do Pará)

Vítimas de chacina no Guamá começam a ser identificadas

Vítimas de chacina no Guamá começam a ser identificadas (Foto: Reprodução/Twitter)
(Foto: Reprodução/Twitter)
As 11 vítimas da chacina que aconteceu, na tarde deste domingo(19), chacina em um bar localizado na passagem Jambu, no bairro do Guamá, em Belém, começaram a ser identificadas. 
Ao todo, 5 mulheres e seis homens morreram. A dona do bar está entre as vítimas fatais e foi identificada como Maria Ivanilza Pinheiro. Outras duas vítimas foram identificadas como Paulo Henrique e o DJ Leandro Brendo Tavares da Silva, 21 anos. A quarta vítima identificada foi Samyra Tavares Cavalcante, 36 anos. Raquel da Silva Franco, 33 anos também está entre os mortos. 
Anderson Gonçalves dos Santos foi baleado e socorrido para Unidade de Pronto Atendimento da (Terra Firme). Ele está sendo escoltado por policiais militares. 
(DOL)